Quantos Dias Lázaro Tinha de Morto Quando Ressuscitou?

Compartilhe
Recebi um e-mail do irmão Alcidino Venâncio, no qual ele apresenta a seguinte interrogação: 
 

A paz do Senhor, meu irmão! Por quantos dias Lázaro ficou morto, se ele estava sepultado a quatro dias?

Minha resposta:

A pergunta foi interessante e despertou minha curiosidade, uma vez que a Bíblia só diz a quantidade de dias em que Lázaro estava sepultado. Não diz quanto tempo durou o velório.

Pois bem, consultando a Bíblia e livros que falam sobre os usos e costumes dos tempos bíblicos, descobri que no Antigo Testamento, dependendo das condições financeiras e da importância que o morto tinha para a comunidade, um velório podia demorar até 40 dias.

Ø Gênesis 50:3 – E cumpriram-se-lhe quarenta dias; porque assim se cumprem os dias daqueles se se embalsamam…

Porém, nos dias do Novo Testamento, os vários livros que pesquisei, afirmam que os judeus tinham o costume de sepultarem os seus mortos no mesmo dia do falecimento, porque haviam leis judaicas que proibiam a permanência de um corpo dentro dos muros da cidade de Jerusalém durante a noite e essa tradição era observada em toda a Judéia.

Esta tradição era observada em função de se considerar Jerusalém uma cidade sagrada e, também, porque o clima quente da região levava o corpo a uma rápida decomposição. Nem todos tinham condições de contratarem o serviço de embalsamamento. Ananias e Safira foram sepultados com cerca de 3 horas após terem morrido

Ø Atos 5:6 – Mas os homens mais jovens levantaram-se, enrolaram-no em panos, e o levaram para fora, e o enterraram.

Ø Atos 5:10 – Ela caiu instantaneamente aos pés dele e expirou. Quando os jovens entraram, acharam-na morta, e levaram-na para fora e a enterraram ao lado de seu marido.

Os cadáveres eram imediatamente lavados, ungidos com perfumes e óleos e enfaixados em tecido de linho e transportado para o local do sepultamento em padiolas de madeira, também chamadas de esquife.

Após o sepultamento, seguia-se um período de 07 dias de lamentação pelo ente querido sepultado. A família se reunia para se lamentar e era sempre acompanhada de pessoas da comunidade que se uniam com cantos de lamentação, choros e aplicação de pó ou cinza sobre a cabeça, e, geralmente, em jejum.

Ø 1 Samuel 31:13 – E tomaram os seus ossos, e os sepultaram debaixo de um arvoredo, em Jabes, e jejuaram sete dias.

Ao final dos dias estipulados para o luto, era servida uma refeição e os amigos e familiares eram despedidos para suas casas.

Se esse era o costume observado em Jerusalém e em toda a Judéia e, sendo Betânia uma aldeia pertencente à Judéia, distante apenas alguns quilômetros da cidade de Jerusalém, acreditamos que Lázaro foi sepultado no mesmo dia em que faleceu. A sua ressurreição se deu, portanto, como está registrado na narrativa de João, quatro dias após ter falecido.

Em Cristo, Sandoval Juliano – 11 de abril de 2014.

 

 

Fontes de consulta:

Livro: Bíblia de Estudo Arqueológica – NVI

Livro: Manual dos Tempos e Costumes Bíblicos – Autor: William L. Coleman

Livro: Novo Manual dos Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos – Autor: Ralph Gower 

Site: http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200000842 

Livro: A Palestina no Tempo de Jesus — Autor: Christiane Sauliner e Bernard Rolland 

Site: http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar./index.php?option=com_content&view=article&id=255&Itemid=184 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *