Sobre os falsos profetas

Compartilhe

Pastor Sandoval,
gostaria de saber porque que existem vasos falsos, profetas que falam mentiras em nome de Deus? Minha Mãe adoeceu mortalmente, nós ficamos desesperados pedindo milagres. Uma profeta falou que era a hora da colheita e outra disse que não, que era o momento da glória ser revelada; que ocorreria o milagre. Devido ao nosso amor pela nossa mãe acreditamos na segunda profecia, inclusive a maioria da família que não é crente. Ficaram todos crendo no milagre. Só que ela faleceu. Minha família está todo revoltada e não quer nem saber de crente. E eu estou sendo crucificada dia-a-dia. E aí o que faço? Continuo afirmando que Deus fala? Como Explicar para eles que Deus fala e que há os que usam os dons de Deus? Obrigada.
Angélica

RESPOSTA

Irmã angélica, como aconteceu com sua família, sei que há muitas outras famílias sofrendo com este problema. Estamos vivendo em uma época em que as ovelhas não são mais pastoreadas, ou seja, temos muitas igrejas, muitos crentes e poucos pastores. Mesmo que em cada igreja haja um pastor, a maioria não pastoreia. Não leva a sério a obra de Deus e não doutrina seus membros.

Em algumas igrejas já não há mais cultos de doutrinas. Só se fala em vitória. Os crentes só se alegram quando recebem mensagens que massageiam seus egos. Muitos pastores já não falam mais as verdades da Palavra de Deus porque acham que é antiquado.

Por isso, acontecem os dois erros relatados pela irmã: O primeiro é o de as pessoas quererem profetizar vitória quando alguém está diante de uma luta. O segundo é o de quem está na luta só querer receber mensagem que fala de vitória. Você mesmo confessou que a sua famíliapreferiu dar ouvidos à segunda profecia por que ela era mais agradável.

Precisamos urgentemente cuidarmos da formação de obreiros, ensinando-os a conduzirem a igreja conforme o padrão bíblico. Obreiros que entendam o propósito do Evangelho e que não fiquem criando ou permitindo este tipo de embaraço que sua família está vivendo.

Aconselho-te, minha querida irmã, a que não deixe de acreditar na atualidade dos dons espirituais. Não deixe de acreditar na bondade de Deus. Não deixe de acreditar que, apesar disso, um dia todos haveremos de morrer…

Daqui há uma hora estarei indo ao velório de uma irmã muita querida em nossa igreja. Ninguém jamais imaginou que ela fosse partir tão nova(irmã Ivonice). Os filhos esperaram pelo milagre até o último minuto e sei que mesmo no momento do velório se houvesse a possibilidade da ressurreição eles a abraçariam.

Da próxima vez que a irmã se encontrar diante de qualquer quadro em que se configure a necessidade de uma intervenção divina, a primeira coisa que a irmã não deve fazer é pedir oração a quem tem o costume de sair de casa em casa profetizando. Converse com seu pastor, peça oração à igreja e creia em Deus. Mas, não apenas creia, confie nEle. Confie que qualquer que seja o resultado final, O Senhor estará no controle e o que acontecer não terá fugido ao controle dEle.

Quando algum membro de sua família lhe questionar, diga simplesmente que a profecia não se cumpriu porque não foi o Senhor quem falou. E faça questão de que o profeta saiba o problema que ele causou em sua família. A maioria das pessoas que passam por isso ficam querendo ser simpáticas com o falso profeta e não lhes contam a “merda” que eles fizeram. Se fosse comigo, eu tanto faria questão de falar com eles como faria questão de falar com a igreja o que eles fizeram. No Antigo Testamento quem profetizasse e a profecia não cumprisse era apedrejado. Leia, por favor o capítulo 13 do livro do Profeta Ezequiel.

Espero que o Senhor te console e à tua família também, e que em Cristo, você possa compreender os mistérios da vida. Porque nEle, por Ele e para Ele vivemos… e morremos!

Em Cristo, Pb. Sandoval Juliano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *