1 Reis 14

Compartilhe

                                                                                            

COMENTÁRIO BÍBLICO – ANTIGO TESTAMENTO – I REIS 14

                                                                                                             

Mais do que o registro histórico do final do reinado de Jeroboão, 1 Reis 14 nos mostra como Deus age em determinadas situações.

A Bíblia é um livro cujo maior objetivo é revelar Deus.

Qual a revelação que encontramos sobre Deus no capítulo 14 do 1º Livro dos Reis?

I.             DEUS NÃO HAVIA SE ESQUECIDO DE QUE FORA ELE QUEM COLOCARA JEROBOÃO NO TRONO SOBRE ISRAEL

1.    Foi o Senhor quem o colocou no trono sobre Israel e quem havia feito a ele algumas recomendações, das quais, nenhuma foi atendida.

2.    Deus observava a Jeroboão com profunda tristeza

3.    Deus esperou o momento certo para poder falar a Jeroboão

4.    Deus havia enviado um profeta a ele mas ele não deu ouvidos, agora era a hora de ele vir até Deus, através da enfermidade do seu filho

5.    Há um momento em nossa vida que o Senhor passa o seu povo em “revista”.

 

II.           DEUS DÁ CORDA AO HOMEM QUE SE DESVIA DELE ATÉ CERTO PONTO

 

1.    Deus não impede que o homem se desvie dEle, a menos que esse homem seja fiel e sincero no seu relacionamento com Ele

Ø  Salmos 25:15 – Os meus olhos estão continuamente no SENHOR, pois ele tirará os meus pés da rede.

Ø  Salmos 73:2 – Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos.

Ø  Salmos 116:8 – Porque tu livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés da queda.

2.    A corda de Deus é longa e por isso ela recebe na Bíblia o nome de LOGANIMIDADE

Ø  1 Pedro 3:20 – Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água;

III.          ALGUNS HÁ QUE DEUS TRAZ DE VOLTA, OUTROS, NO ENTANTO, ELE DESTRÓI AO FINAL

1.    O Filho Pródigo teve sua chance de retornar e foi recebido pelo pai

2.    Já quanto a Jeroboão, Deus lhe disse que o destruiria e a toda a sua descendência

3.    Temos o exemplo de Sansão, que terminou por perder a vida

IV.         SENTENÇA DE MALDIÇÃO SÓ RECAI SOBRE A PESSOA QUE FIZER JUS A ELA

1.    Havia uma maldição contra os filhos de Jeroboão, mas a Abias o Senhor poupou

2.    Um provérbio antigo em Israel dizia: O pai chupou uvas verdes e os dentes do filho se desbotaram

Ø  Jeremias 31:29 – Naqueles dias nunca mais dirão: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos se embotaram.

Ø  Jeremias 31:30 – Mas cada um morrerá pela sua iniqüidade; de todo o homem que comer as uvas verdes os dentes se embotarão.

3.    O filho, porém, que for temente a Deus, não sofrerá a maldição determinada à família por causa dos pecados de seus pais

4.    Jefté é um exemplo de filho que nasceu de pais pecaminosos mas que foi uma bênção.

  Em Cristo, Sandoval Juliano – 17 de janeiro de 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *