Lucas 15: 8 – 10

Compartilhe

 

Comentário Bíblico do Novo Testamento – Lucas 15:8-10

 
  Lc 15:8 Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar?
  Lc 15:9 E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida.
  Lc 15:10 Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.

Diferente da ovelha perdida, a parábola da dracma não diz respeito à função pastoral, nem àquele que se perdeu. Refere-se mais ao indivíduo, ao que cada crente em particular recebe de Deus. A dracma, nesta parábola, fala dos dons espirituais e dos talentos que cada um de nós recebe como dádiva divina e que deve ter uma importância muito grande em nossa vida.

Nos dias em que esta história foi contada, havia um costume que funcionava como uma aliança entre os noivos. O noivo dava de presente um colar contendo dez dracmas para a noiva, o que atestava para a sociedade de então que aquela mulher, que deixava à mostra o colar quando transitava pelas ruas, estava comprometida com alguém, havia feito uma aliança com uma pessoa que seria seu futuro marido.

Manter as dez dracmas do colar intactas era uma demonstração do interesse que a noiva tinha para com o noivo e do seu zelo. Encontrar a noiva e perceber que o colar estava incompleto, daria ao noivo a sensação de que aquela noiva não seria uma mulher zelosa.

A mulher, da parábola, ficou muito preocupada. Ocupou-se apenas em achar de volta a dracma que escapou do seu colar. Ela achou tão importante reencontrá-lo que convidou as amigas e vizinhas para um chá, a fim de comemorar a recuperação da dracma.

Analisemos as figuras: 

A mulher representa, a igreja, no sentido coletivo, ou no sentido individual, a cada um de nós.

A dracma, representa os valores, as dádivas, os talentos e os dons que o noivo – Cristo, entregou aos seus servos.

Quantas coisas preciosas nos tem sido confiadas pelo Senhor e as perdemos sem nos importar com as consequências disto!

Em Cristo, Pb. Sandoval Juliano – 08.10.2010. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *