Abner – Um Grande Príncipe em Israel

Compartilhe

 

                                                                    “Então disse o rei aos seus servos: Não sabeis que hoje caiu em Israel um príncipe e um grande?” – 2 Samuel 3:38.

 

ABNER – Foi o principal comandante do exército de Saul e posteriormente do exército que seguiu a Is-Bosete,  filho de Saul, depois que seu pai morreu.

Era primo do rei Saul, uma vez que era filho de Ner, tio de Saul – 1Sm 14:50 .

Foi Abner quem paramentou a Davi quando este se preparava para enfrentar Golias – 1Sm 17:55 , 56 .

Pela sua destreza na guerra, pela sua valentia e pela sua lealdade para com Saul, era tido em alta estima pelo rei e comia à sua mesa no palácio – 1Sm 20:25 .

Abner foi duramente criticado por Davi quando este o encontrou dormindo em uma caverna ao lado do rei, por não ter protegido o seu senhor. Isto certamente causou em Abner um sentimento de aversão por Davi, o que o levou a não querer apoiá-lo quando se tornou rei em Israel – 1 Sm 26:5-16.

Mesmo sabedor que era da vontade da nação de tornar Davi rei, Abner decidiu apoiar a Is-Bosete, filho de Saul que pretendia assumir o trono do pai. Abner ungiu a Is-Bosete rei sobre Benjamim, sobre Gileade, sobre os assuritas, sobre Jizreel e sobre Efraim. Dois anos ficou Is-Bosete reinando em parte do reino, enquanto Davi reinava do outro lado, especialmente sobre Judá.

Davi constituiu a Joabe como comandante sobre seus soldados e este pelejou duramente contra Abner, vindo a perder um irmão muito querido nesta peleja – 2 Samuel capítulo 2.

Contudo, ao fim de dois anos, Is-Bosete contrariu a Abner, o qual deixou de lhe ser leal e o abandonou, indo ao encontro de Davi e jurando fidelidade a ele. Davi o perdoou e lhe concedeu permissão para tentar conquistas os benjamitas para que o apoiassem. 

Quando Joabe tomou conhecimento da aliança que Davi fizera com Abner, ficou indignado, primeiro por causa de seu irmão Asael que Abner havia assassinado pessoalmente e também por ciúmes, sabedor que era da importância de Abner e da experiência que ele tinha em incontáveis batalhas.

Sem a permissão de Davi e à sua revelia, Joabe chamou Abner para um encontro, como se fossem tratar de algum assunto de interesse do rei e o matou, enfiando-lhe a espada no mesmo lugar onde Abner havia encravado sua lança em Asael seu irmão.

A morte de Abner, da maneira como ocorreu, logo após Davi ter concedido o perdão e ter feito aliança com ele, causou profunda perplexidade no rei. Davi sabia reconhecer aqueles que pelejavam por Israel. Davi valorizava aqueles que se doavam para o reino.

No pranto que fez pela morte de Abner, Davi amaldiçoou a família de Joabe e a seus descendentes – 2Sm 3:29 .

Foi decretado luto oficial, com jejum e pranto, em todo o reino e no pronunciamento que Davi fez no funeral, foram pronunciadas as memoráveis palavras: “Não sabeis que hoje caiu em Israel um príncipe e um grande? … O Senhor pagará ao malfeitor segundo a sua maldade”.

Com a morte de abner, Is-Bosete, o filho de Saul que insistia em reinar do outro lado do Jordão, enfraqueceu completamente, vindo a ser morto alguns dias depois.

Assim, o reino foi confirmado a Davi. Este porém, não deixando de reconhecer o heroísmo de Abner, o serviço prestado à nação de Israel e a lealdade para com a casa de Saul, o homenageou, constituindo como líder sobre toda a tribo de Benjamim a Jaasiel, filho de Abner – 1Cr 27:21 .

Em Cristo, Sandoval Juliano – O Presbítero – 09.06.2011.

 

Fonte de consulta: 

Livro: Quem é quem na Bíblia Sagrada – Paul Gardner – Editora Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *