Barbeiros não existem…

Compartilhe

 

Era uma vez um homem que foi ao salão cortar seus cabelos… Enquanto tinha seus cabelos cortados conversava com o barbeiro e falava sobre a vida e sobre Deus. Daí a pouco, o barbeiro interrompeu atentativa de evangelização de seu cliente e falou:

– Deixa disso, meu caro, Deus não existe!

– Por quê? – perguntou o homem.

– Ora, se Deus existisse não haveria tantos doentes, mendigos, pobres e tanta gente sofrendo neste mundo… Olha em volta e veja quanta tristeza. É só andar pelas ruas e enxergar!

– Bem, esta é a sua maneira de pensar, não é?

– Sim, claro! – respondeu o barbeiro.

Pois bem, o freguês pagou o corte e foi saindo quando avistou imediatamente um maltrapilho imundo, com longos e feios cabelos, barba desgrenhada, suja, abaixo do pescoço. Não aguentou, deu meia volta e interpelou o barbeiro:

–  Sabe de uma coisa? Não acredito em barbeiros!

– Como?

– Sim, eu não acredito que existam barbeiros.

– Mas, por que não? Eu sou um, como o senhor acabou de comprovar.

–  Se existissem barbeiros um homem não ficaria naquele estado, com os cabelos e as barbas tão grandes e sujas.

– O que você queria que eu fizesse? Que pegasse aquele homem à força, cortasse seus cabelos e fizesse sua barba? Se ele está nesta situação é porque nunca me procurou para que eu cuidasse dele…

O cliente evangelista parou um pouquinho e ficou olhando bem nos olhos do barbeiro. Depois de deixá-lo constrangido e começando em entender onde seu cliente queria chegar, finalmente o irmão falou:

– Pois bem, com essas palavras o senhor me respondeu porque existem tantas pessoas doentes, tantos mendigos, tantos pobres e tanta gente sofrendo neste mundo. Deus existe, as pessoas é que não O procuram para receber dele a cura e a libertação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *