Perdoados Estão os Teus Pecados

Compartilhe

 

Olá pessoal, aqui é o Pr. Sandoval Juliano. Quero trazer uma breve reflexão sobre um tema bíblico muito importante. O tema é:

 

PERDOADOS ESTÃO OS TEUS PECADOS

 

Quero basear minha reflexão no texto bíblico que se encontra em

 

Mateus 9:1,2 – E, entrando no barco, passou para o outro lado, e chegou à sua cidade. E eis que lhe trouxeram um paralítico, deitado numa cama.
E Jesus, vendo a fé deles, disse ao paralítico: Filho, tem bom ânimo, perdoados te são os teus pecados.

 

Esta é a conhecida história da cura do paralítico de Cafarnaum.

 

Jesus em sua cidade; a casa cheia; a presença de fariseus e doutores da lei; o paralítico transportado por 04 amigos; a cena de um paralítico sendo descido de um telhado, no meio da sala; Jesus ministrando perdão; Jesus confrontando os pensamentos das pessoas ali presentes; o paralítico sendo curado, se levantando, tomando a sua cama e indo para casa…

 

Estamos bastante familiarizados com todos os detalhes desta narrativa.

 

Mas, há um detalhe que hoje saltou aos meus olhos, e eu confesso que nunca havia pensado nem visto desta forma.

 

Jesus não estava perdoando o paralítico naquele momento. Jesus estava declarando o perdão que já havia ocorrido antes. O perdão já havia sido outorgado por Deus e Jesus sabia disso porque Ele era o próprio Deus.

 

A expressão “perdoados te são os teus pecados” indica tempo pretérito, é o mesmo que dizer “perdoados estão os teus pecados”. Os pecados já haviam sido perdoados, mas por desconhecer essa realidade ou por não acreditar nesta possibilidade, aquele homem vivia desanimado e abatido.

 

Como disse o teólogo Mathew Henry: As cordas da nossa iniquidade são os laços da nossa aflição!
Aquele homem sabia o que tinha feito e não se perdoava por tamanha indignidade.

 

Em sua avaliação aquele pecado podia ter sido cometido por qualquer outra pessoa, menos por ele.
Possivelmente ele causou decepção em alguém. Talvez como pai, como esposo; talvez como rabino, como líder comunitário ou de uma congregação.

 

Ele se cobrava, talvez porque sempre quis ser uma referência, um exemplo a ser seguido, mas havia falhado, havia pecado.

 

A tortura de sua consciência, ou aquilo que a psicologia chama de somatização, havia paralisado sua alma, e, provavelmente sua paralisia física fosse uma decorrência deste sentimento de culpa.

 

Embora todas as pessoas ali presentes, inclusive os seus 04 amigos, acreditassem que sua maior necessidade fosse a cura física, na verdade, sua maior necessidade era de paz interior, de uma consciência pura diante de Deus.

 

As questões de sua alma estavam ali presentes sem que ninguém soubesse e, muito provavelmente se Jesus perguntasse a ele, como perguntou ao Bartimeu: O que queres que eu te faça? Ele diria: ore por mim e peça a Deus que me perdoe!

 

Então Jesus se antecipa e diz: Filho tem bom ânimo! Você já foi perdoado! Aceite o perdão que Deus te oferece; creia no seu poder e bondade; eu sou aquele que apaga as tuas maldades, por minha própria bondade, e de teus pecados nunca mais me lembrarei.

 

David Young Choo, pastor sul coreano afirma: Pregar o Evangelho é trazer o céu à terra, tirando as pessoas do inferno que elas vivem.

 

E, por meio desta reflexão eu quero comunicar a você aquilo que o nosso amado Espírito Santo me comunicou nesta manhã quando eu li esta passagem bíblica:

 

Nós fomos absolvidos por Deus. Por meio do precioso Sangue de Jesus fomos perdoados. Levanta-te, toma a tua cama e saia deste inferno psicológico. Hoje Cristo rompe com as ataduras da iniquidade que te aprisionam e te paralisam.

 

Permita que o Espírito do Senhor remova esse fardo de sua consciência.

 

Permita que Ele remova essa sensação de que você está enfermo ou passando por essa crise porque é culpado.

 

Como disse Fernanda Gaona, jornalista, escritora e blogueira, “Depois de anos acariciando as dores que me deixaram partida, finalmente as deixei partir. E fiquei inteira”.

 

E para que saibais que o Filho do Homem tem poder na terra para perdoar pecados, a ti te digo: Levanta, toma a tua cama e recomeça tua caminhada de fé!

 

Um abraço e que Deus te abençoe!

 

Em Cristo, Sandoval Juliano – 31/05/2018