Até agora, se faz violência ao reino dos céus!

Compartilhe

> Mateus 11:12 – E, desde os dias de João o Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele.

Eu creio muito na inspiração divina presente em toda a Bíblia Sagrada. Para mim a Bíblia é um livro tão extraordinário que às vezes eu sinto que ela foi escrita ontem e para mim. O texto de Mateus 11:12 é um desses textos que são atualíssimos, inclusive porque usa a expressão “até agora”. Ou seja, desde os dias de João Batista, até agora, ano 2012, se faz violência ao reino dos céus e pela força se apoderam dele.

O reino dos céus é o projeto elaborado por Deus, antes da fundação do mundo, no qual Ele pretende trazer as virtudes celestiais aos homens, através da pregação do Evangelho.

Tudo o que é virtuoso aos olhos de Deus, tal como o amor, a felicidade, a harmonia, a amizade, o companheirismo, a solidariedade, o socorro, a lealdade, a bondade e todas as outras virtudes, são o desejo mais sincero de Deus em relação ao homem. Deus deseja, de verdade, que o homem viva uma vida plena, onde todas essas virtudes se manifestem e sejam desfrutadas, e tudo isto, aqui na terra. É certo e revelado nas Escrituras que a plenitude do amor se dará na próxima eternidade, no novo céu e na nova terra que estão preparadas para a Igreja. No entanto, a Terra sempre foi e sempre será o alvo da atenção de Deus. É na terra que o reinado de Cristo acontecerá durante o milênio e o homem tem uma importância imensurável para todo o projeto do reinado de Deus, na pessoa de Cristo.

O Espírito Santo revelou a Paulo que “na plenitude dos tempos” Cristo veio ao mundo. E o que foi que Ele veio fazer no mundo? – Trazer a noção de reino dos céus; mostrar aos homens que a razão e o sentido maior da vida é a harmonia, o amor, a cordialidade, a gentileza, o afeto…

O Evangelho seria a ferramenta que Cristo utilizaria para recuperar no homem a imagem e a semelhança que o homem tinha com Deus e que havia se perdido por causa do pecado. O Evangelho promove a regeneração. Uma vez regenerado, paulatinamente, o homem vai sendo transformado, moldado, para que se recupere nele todas as virtudes já mencionadas neste texto.

Este é o propósito de Deus, levar o homem a um viver pleno de amor, de felicidade, de fraternidade. A igreja existe com esse fim, com esse propósito.

Porém, Jesus fez uma leitura do que estava vendo, dos resultados obtidos até àquele momento e o que foi que Ele viu? – Uma corrida desesperada para transformarem aquela nova idéia numa forma de obterem vantagens pessoais. Uns queriam poder religioso, outros queriam posição de destaque, outros chegaram a perguntar quanto ganhariam com isso…

O que foi que a Igreja fez ao longo desses dois mil anos? – Violência ao reino dos céus! – Aqueles que receberam a gloriosa missão de transmitir os sentimentos e as virtudes celestiais, tomaram de assalto, se apoderam do reino, se tornaram duques, condes, viscondes, cardeais, bispos, arcebispos, papas, pastores, reverendos, pastores presidentes…

Vamos ousar imaginar Cristo, hoje, fazendo uma nova leitura da situação atual da igreja? – O que ele diria daqueles que transformam a igreja em um balcão de negócios, em uma empresa particular de sua família e cujos interesses não são outros, senão a promoção pessoal e de seus familiares? Daqueles que não estão nem se linchando para com o sentimentos dos membros de sua igreja, se aparece uma igreja que paga mais, ele simplesmente vai? – Como Jesus analisaria o domínio que exercem sobre a igreja, a ponto de atropelarem aqueles que discordam de suas idéias, ou a ponto de se sentirem no direito de determinar quem vai crescer e quem não vai crescer?

Não é um desabafo… que seja… é apenas uma observação sobre a atualidade das Escrituras Sagradas… Até agora se apoderam do reino dos céus à força…

Em Cristo, Sandoval Juliano – 06.11.2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *