Dois Cavalos

Compartilhe

> 1 Coríntios 12:20, 21 – Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo. E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós.

É de um autor desconhecido o seguinte texto:

Na estrada da minha casa há um pasto. Dois cavalos vivem ali. De longe parecem serem dois cavalos normais como quaisquer outros cavalos. Mas, quando você põe-se a observá-los percebe que um dos cavalos é cego.

Ao tornar-se cego, o dono não desistiu dele, antes adquiriu um cavalo mais novo e o pôs em sua companhia no pasto de sua propriedade.

O cavalo mais jovem tem um sino ao pescoço, o que serve para que o cavalo cego possa saber onde o amigo se encontra. Assim, ambos passam o dia na companhia um do outro.

No final da tarde, o cavalo cego segue o amigo, ao som do toque do sino, para o estábulo.

É interessante como o cavalo que está com o sino, às vezes pára e espera que o outro o acompanhe, enquanto que o cavalo cego procura sempre alcançá-lo, confiante que o outro o está conduzindo para o lugar certo.

Assim como o dono desses cavalos, Deus também não desistiu de nós. Alguns de nós estão na condição do cavalo cego, outros Deus pôs ao nosso lado com um sino no pescoço para nos orientar pelo caminho que devemos seguir.

Há momentos em que somos um e há momentos e para certas pessoas somos o outro.

Veja com isso a importância de termos uma boa amizade e de procurarmos ser bons amigos.

A Palavra de Deus já havia nos dito isto:

> Romanos 12:4 – Porque assim como em um corpo temos muitos membros,  e nem todos os membros  têm a mesma operação,

> Romanos 12:5 – Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.

Em Cristo, Sandoval Juliano – 22 de fevereiro de 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *