Presunção X Fé

Compartilhe
Entre outras definições, sabemos que a presunção é a confiança na bondade excessiva de alguém ou na sua própria bondade. Quando falamos de Deus, temos em mente Sua misericórdia. Por tudo o que já ouvimos sobre Ele, acreditamos e afirmamos que a bondade de Deus nunca falha. Daí, presumimos que seremos sempre alvos da bondade divina.
 
Com isso, o diabo desperta em nós a presunção, em substituição à fé. A presunção é a falsificação da fé. A fé reclama as promessas de Deus e nos leva a produzir frutos de obediência, uma vez que o cumprimento das promessas divinas está diretamente relacionado à obediência naquela área da nossa vida onde a promessa pretendida se encaixa.
 
A presunção também reclama as promessas de Deus, mas serve-se delas para desculpar a transgressão. Ao dizer a Eva “Certamente não morrerás”, Satanás sugeriu que Eva confiasse na misericórdia de Deus, porque, por Seu grande amor Ele os salvaria da consequência do pecado. Ellen White, em seu livro “O Desejado das Nações” afirma que é presunção pretender o favor de Deus, sem cumprir as condições sob as quais é concedida a misericórdia.
 
A fé genuína nos leva a acreditar tanto na capacidade que Deus tem de cumprir todas as suas promessas, quanto nos leva a acreditar que a justiça divina não falha. 
 
Em Cristo, Sandoval Juliano – 04 de julho de 2014. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *