Quando a Boca Cala… O Corpo Fala

Compartilhe
                                                                               
Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico.
 
O resfriado escorre quando os olhos não choram…
 
A garganta inflama e entope quando não é possível comunicar as aflições…
 
O estômago arde e dói quando a ansiedade se torna o principal alimento do corpo…
 
O diabetes prevalece onde a solidão é mais intensa…
 
O corpo engorda especialmente quando o desprezo é assimilado pela mente…
 
A dor de cabeça maltrata quando  as dúvidas aumentam…
 
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar…
 
As alergias aparecem quando o perfeccionismo fica intolerável…
 
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas…
 
O peito aperta quando o orgulho escraviza…
 
A pressão sobe, especialmente, quando o medo aprisiona…
 
As neuroses paralisam quando a “criança interna” tiraniza…
 
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade…
 
E as tuas dores caladas, como elas falam no teu corpo? 
 
Autor desconhecido. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *