Quanto Custa Ajudar Um Necessitado?

Compartilhe
 
            Dois garotos, um mais velho, com seu irmão mais novo, vinham caminhando juntos por uma estrada que levava a um campo.
 
          Eles viram um casaco e um par de sapatos masculinos bem desgastados na beira da estrada, e ao longe viram o dono dos objetos trabalhando no campo.
 
          O garoto mais novo sugeriu que eles deveriam esconder os sapatos e depois, sem o dono os ver, ficar assistindo o desespero dele procurando pelos seus sapatos, quando voltasse do campo.
 
          O garoto mais velho disse que aquilo não seria tão bom. Disse que aquele homem devia ser bem pobre, pela aparência de suas vestimentas. Que, ao invés de lhe dar um susto deveriam fazer algo diferente. Que cada um deles colocasse dentro do sapato daquele homem uma moeda de um dólar de prata, para ver qual seria a reação dele ao encontrarem as moedas.
 
          Então, foi o que fizeram…
 
          Logo então o homem voltou do campo, vestiu seu casaco, escorregou um pé para dentro do sapato, sentiu algo duro e quando foi conferir encontrou a primeira moeda de um dólar de prata. Alegria e surpresa brilharam em seu rosto. Então ficou olhando e admirando a moeda várias vezes. Olhou ao redor e não viu ninguém.
 
          Quando foi colocar o outro pé no sapato, para sua surpresa encontrou uma outra moeda de um dólar de prata. A emoção tomou conta dele. Se ajoelhou e em voz alta fez uma oração de agradecimento, na qual falou de sua esposa que estava doente e de seus filhos que estavam em casa sem pão. Ele agradeceu ao Senhor fervorosamente por essa graça que veio de mãos desconhecidas e invocou as bênçãos do céu sobre quem lhe havia ajudado.
 
          Os garotos que a tudo assistiam, permaneceram escondidos até aquele pobre homem ir embora para sua casa. Quando olharam um para o outro estavam com os rostos banhados em lágrimas. Foram profundamente tocados pela situação que presenciaram e pela oração que ouviram.
 
          Em seguida pegaram o caminho de volta para casa com aquela sensação de que fizeram alguma coisa muito boa ainda que aquilo não lhes havia custado tanto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *