Ciência Questiona Teoria da Evolução!

Compartilhe

O DNA DO HOMEM DE NEANDERTHAL

            Matéria divulgada na Revista Época nº 561, de 16 de fevereiro de 2009, nas páginas 66 e 67 apresenta, em resumo, a seguinte informação:

            O Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva, em Leipzig, na Alemanha, tendo como seu diretor o geneticista sueco Svante Pääbo, anunciou que já mapeou o DNA do Homem de Neanderthal.

            Seis indivíduos pré-históricos já tiveram o genoma completo seqüenciado.

            Um fêmur com 38 mil anos de existência foi o fornecedor da maior parte do mateial genético. A peça do corpo de um homem de Neanderthal foi desenterrada em uma caverna na Croácia.

            Outras partes do corpo humano que foram analisadas vieram de sítios arqueológicos da Rússia, Espanha e Alemanha.

            A equipe do Dr. Pääbo conseguiu decifrar 3 bilhões de “letras”, que correspondem a 63% do DNA.

            O objetivo do trabalho realizado com esses fósseis foi conhecer o DNA de um ser tão parecido conosco e tentar entender, afinal, o que nos torna seres humanos. A equipe foi a 1ª a comparar a carga genética do Homem de Neanderthal com a do  Homo Sapiens.

            Até agora, pois a pesquisa ainda está em andamento, se sabe que o homem neanderthaliense tinha o mesmo gene FOXP2 que temos, o qual está ligado à fala e à linguagem.

            O geneticista pretende cruzar os dados de 20 homens de neanderthal de lugares diferentes para preencher as lacunas que faltam e poder anunciar  finalmente as suas conclusões.

            Do que se descobriu até então, pode-se dizer que se sabe que os homens da caverna além de falarem, como nós, eram ruivos.

            O cientista Svante Pääbo diz que já se pode afirmar que das semelhanças genéticas entre nós e os fósseis de 38 mil anos, temos entre 99,5% e 99,9% de genes idênticos.

            Ou seja, se se confirmar o que esse grupo de cientista está descobrindo, cairá por terra a teoria de que o homem de hoje é uma NOVA ESPÉCIE, fruto da evolução do Homem da Caverna, ou, Homem de Neanderthal, espécie já extinta.

            Os cientistas estão perto de descobrir que não somos uma espécie que um dia nos tornamos seres humanos.

O QUE DIZ A HISTÓRIA?

           A história diz que essa “espécie”, conhecida como Homem de Neanderthal, evoluiu a partir de outra espécie de hominídeos provenientes da África entre 600 mil e 300 mil anos atrás. Eles ocuparam a Europa e parte da Ásia entre 150 mil e 30 mil anos atrás, durante um período glacial. Foram extintos quando os humanos começaram a povoar a Europa há 40 mil anos.

          Sabia-se que os homens de Neanderthal tinham adaptações no aparelho respiratório que podia permitir a fala.

           O estudo do DNA está confirmando esta hipótese e revelando que eles possuíam o mesmo gene FOXP2, essencial à fala que nós temos hoje.

          Dados genéticos mostram que sua pele era branca, como os povos do norte da Europa. Sabe-se ainda que eram homens de estatura muitíssimo parecida com a nossa.  Mediam entre 1,64m e 1,68m de altura e as mulheres eram um pouco mais baixas.  O peso também era equivalente ao nosso.

          Por fim, sabe-se que tinham armas, como lanças e pontas feitas de pedras e que também enterravam seus mortos, o que sugere práticas religiosas.

          Com a atual pesquisa desenvolvida no Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva, pela equipe de cientistas dirigida por Svante Pääbo, certamente surgirá um novo debate em torno da Teoria da Evolução das Espécies.

           Têm-se dito que dentre os três grandes homens que influenciaram o mundo no século XIX(Freud, Karl Marx e Charles Darwin), somente as descobertas de Charles Darwin ainda não haviam sido reprovadas por qualquer ramo da ciência.

            Agora, pela 1ª vez e de uma forma bem consistente, um grupo de cientistas irá revolucionar o debate em torno deste tema.

            A teoria da Evolução das Espécies é a descoberta científica que esteve mais próxima de abalar as verdades bíblicas. Segundo a Bíblia Sagrada o homem foi criado homem, com todas as faculdades que hoje possui. Não houve uma época em que uma espécie evoluiu e, por alguma mutação genética se tornou humana.

             Não tenho dúvida que, mais cedo ou mais tarde, a própria ciência, que é um dom de Deus, atestará a veracidade da Bíblia Sagrada. 

 

Em Cristo, Pb. Sandoval Juliano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *