02 – Os Sinais da Vinda de Jesus

Compartilhe
          Quando estudamos as “SETENTA SEMANAS” de Daniel 09, conseguimos nos localizar no tempo e na história. Entendemos que “Apocalipse” pouco tem a ver com a Igreja e com os gentios. Entendemos também, que fomos incluídos temporariamente no plano de Deus mas que a oportunidade a nós concedida tem limite. Quando houver se completado o tempo dos gentios, Deus voltará a agir com a nação de Israel.
          Agora, precisamos conferir na profecia as partes que já se cumpriram para podermos ter condições  de fazermos um esboço da seqüência dos acontecimentos tomando por base os livros da Bíblia que cooperam com o Apocalipse.
          No capítulo 24 de Mateus, após a afirmação feita por Jesus de que haveria uma destruição em Jerusalém e que do templo não ficaria pedra sobre pedra, os discípulos chamam a Jesus para uma reunião em particular onde fazem três perguntas ao Mestre. Se não conseguirmos discernir as três perguntas e não fizermos uma relação correta com as várias respostas não iremos conseguir localizar as “partes” que já se cumpriram, as que se cumprem com o passar do tempo e as que vão se cumprir no futuro.
          Mateus 24.3:  “Dize-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?” – Há aí três pontos de interrogação que se resumiram em apenas um, por uma questão de ‘estilo de linguagem’. Vejamos:
               1ª – Quando serão essa coisas?
               2ª – Que sinal haverá da tua vinda?
               3ª – E do fim do mundo? 
          Devido a não observância deste detalhe ouvimos freqüentemente alguém afirmando no púlpito que Jesus só virá quando o Evangelho for pregado em todo o mundo e em testemunho a todas as gentes. Veremos que não é correta esta afirmação. Quantas respostas foram dadas por Jesus?    Vejamos Juntos:
    Acautelai-vos que ninguém vos engane, porque muitos dirão: Eu sou o Cristo;
    Ouvireis de guerra e rumores de guerra;
    Haverá fome, e pestes, e terremotos em vários lugares;
    Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão, e sereis odiados…;
    Nesse tempo muitos serão escandalizados e trair-se-ão uns aos outros…;
    E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos;
    E por se multiplicar a iniquidade o amor de muitos esfriará;
    E este Evangelho do reino será pregado em todo o mundo…;


    Quando a abominação da desolação estiver no Lugar Santo, então, os que estiverem na Judéia fujam para os montes…;
10ª    O sol se escurecerá, a lua não dará sua luz, as estrelas cairão do céu;
11ª    Aparecerá no céu sinais…;
12ª    Como foi nos dias de Noé assim será nos dias da vinda do Filho do Homem…  
          Em todo o capítulo 24 foi possível encontrar 12 respostas dadas por Jesus às perguntas feitas pelos discípulos. Não podemos afirmar que todas estas respostas são sinais da vinda de Jesus. É preciso separarmos e associarmos a cada pergunta as respostas dadas. Isto é possível pelo contexto de cada resposta:
          Na 1ª resposta há uma continuidade que se liga a 2ª onde Ele completa dizendo: “Olhai, não vos assusteis, porque é mister que tudo isto aconteça, mas ainda não é o fim”.  São Marcos disse: “Porque assim deve acontecer”. E, Lucas completou: “…Mas o fim não será logo”.
          É possível entender que Jesus colocou isto como coisas que normalmente aconteceriam e que eles não deveriam se precipitar ao virem tais coisas acontecendo e saírem por aí dizendo que Jesus estava voltando. Portanto, a 1ª, a 2ª e também a 3ª respostas que enumeramos, na verdade não responde a nenhuma das perguntas feitas pelos discípulos. Tudo isto é o princípio de dores e horrores futuros, ou seja, é normal, não vos assusteis! Se procurarmos na história veremos que sempre houveram terremotos, guerras, fome e pestes. No entanto, Jesus ainda não voltou e nem o fim chegou.
          A 1ª  pergunta que fizeram a Jesus foi bem  objetiva. Queriam saber quando aquele templo seria derrubado e quando aconteceria a destruição de Jerusalém. Procure detalhadamente em todo o capítulo 24 e você não encontrará resposta para esta pergunta. A destruição ocorreu no ano 70 d. C.  quando tropas romanas comandadas pelo imperador TITO invadiram Jerusalém, derrubaram parte dos muros e explodiram o templo. Por qual razão Jesus não respondeu, não sabemos.
          Para a 2ª e a 3ª perguntas Jesus apresentou respostas. Se você observar a 4ª resposta da nossa lista você verá que isto também já se cumpriu, aliás, se cumpriu há muito  tempo, na época das perseguições romanas aos cristãos. Quantos cristãos foram mortos e torturados. Hoje já não acontece isto. Se estamos próximos à vinda de Jesus concluiremos que a 4ª resposta não faz referência direta ao arrebatamento da Igreja. Eu sei que isto choca os ensinamentos que já recebemos sobre os sinais da vinda de Jesus. Eu não estou dizendo que isto não seja exatamente um sinal. Mas que, no capítulo 24 aquilo que parece ser “sinais”, não são apresentados como sinais da vinda de Jesus, como parece. Entendemos como sinal, tais ocorrências, o fato de que elas hoje ocorrem de uma forma mais acelerada, numa escala cada vez mais ascendente, dando a impressão de contrações que antecedem ao parto. Geralmente, no fim de cada século há várias especulações sobre a vinda de Jesus, principalmente nos dois últimos séculos. No século passado, cada vez que aconteciam guerras, fome, pestes e terremotos havia um despertamento em relação a se prepararem para o arrebatamento.


          A má interpretação das palavras de Jesus pode trazer confusão ao invés de edificação. É comum os próprios crentes questionarem este fato por já terem visto “Todos os sinais se cumprindo” e Jesus ainda não veio. A explicação para o que afirmamos está nas palavras de Jesus bem no começo do sermão profético. Ele disse: “Acautelai-vos, que ninguém vos engane”;  “Olhai, não vos assusteis”;  “Ainda não é o fim”;  “Estas coisas são o princípio das dores”.  Se você parar e analisar estas frases e a disposição delas nos versículos, verá que o Mestre queria dizer mais ou menos isso:  “Não é qualquer coisa que deve fazer vocês ficarem pensando que  o fim do mundo está chegando. Pois, se pensarem assim, serão fácilmente enganados e vivereis assustados”.
          Já a partir do versículo 10 Jesus começa a responder as duas perguntas. Observe que Ele disse: “Nesse tempo muitos serão escandalizados…”  Que tempo é “ESSE”?   O tempo que antecederia a sua vinda. “ESSE” é um pronome que indica o que está por vir, que ainda não é conhecido. O tempo do versículo 10 para frente não é o mesmo do versículo 09 para trás, senão Ele teria dito “ESTE”, que indica algo que já se conhece ou que já foi apresentado, algo do qual já foi falado. No versículo 14 Jesus disse “Este Evangelho” porque Ele se referia a um Evangelho do qual eles já tinham conhecimento. Então, os sinais da vinda e do fim do mundo são os apresentados a partir do versículo 10, ou seja, do 5º sinal para frente.
          Resta-nos, portanto, saber quais sinais são da vinda de Jesus e quais são do Fim do Mundo.
          O 5º, o 6º e o 7º são todos sinais da vinda de Jesus evidenciados por “Nesse tempo” e no versículo 12 começa com “E, por se multiplicar a iniquidade…”  A partícula “E” é uma conjunção aditiva que soma o 7º sinal ao 5º e ao 6º.
          Já a 8ª resposta que enumeramos não é sinal do arrebatamento, mas do fim do mundo, pois ao dizer que “Este Evangelho será pregado…” Jesus completa dizendo: “E então virá o fim”, ou seja, “Logo após”,  “consequentemente”. Existe hoje ainda, cerca de 100 línguas e dialetos que não conhecem o Evangelho. E, conhecer o Evangelho não é simplesmente “ouvir falar”, é conhecer a ponto de que todas as gentes vivas na mesma época sejam ‘testemunhas’. Pregar o Evangelho não é simplesmente dizer a um pecador “Jesus te ama”, mas é explicar a ele o plano de salvação de Deus através de Cristo.
          Depois do arrebatamento haverá pregação do Evangelho, tanto pelos 144.000 escolhidos de Deus como pelas duas testemunhas que descerão do céu para este fim. No Milênio, o Espírito Santo será derramado sobre toda a carne de forma que o Evangelho será compreendido com mais facilidade pelos homens. Portanto, é no Milênio que este sinal terá seu cumprimento. Depois virá o fim.
          O 9º e o 10º sinal são acontecimentos previstos para o período da Grande Tribulação. Estes sinais antecedem a Segunda fase da vinda de Jesus que será visível, com poder e grande glória.

          A 11ª resposta e 12ª são sinais que antecedem ao arrebatamento. Vai ser exatamente quando os homens em geral houverem dado costas à religião e se tornado em extremo materialistas, que Jesus virá.  “O Filho do Homem virá à hora em que não penseis”    Mt 24.44. Fenômenos, discos voadores, são sinais nos céus que indicam que está próximo a nossa redenção. Outros sinais são encontrados em vários livros do Novo Testamento.

Em Cristo, Pb. Sandoval Juliano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *