O Sermão da Montanha – 1º Princípio

Compartilhe

O SERMÃO DA MONTANHA – Iniciaremos este estudo sobre o mais famoso sermão de Jesus, fazendo uma análise panorâmica de todo o sermão e dividindo em grupos de análise. Eu diria que o sermão de Jesus teve o propósito de fornecer uma nova lente óptica aos judeus sobre os ensinamentos já conhecidos por eles, aqueles que hoje temos em nossa Bíblia, no Antigo Testamento.

Jesus não veio, nem ab-rogar, nem desmerecer a Lei, nem trazer novas leis. Ele veio revelar as riquezas e as maravilhas que existiam na Lei e que o dedo humano havia deixado nublado e encoberto.

Ø Salmos 119:18 – Abre tu os meus olhos, para que veja as maravilhas da tua Lei.

Portanto, não são novos mandamentos, mas o estabelecimento de PRINCÍPIOS QUE DEVEM NORTEAR A VIDA CRISTÃ. Foi como se Jesus estivesse dizendo: Se você quiser compreender a vontade de Deus e ser-Lhe agradável, eis o que você precisa saber:

QUAIS SÃO OS PRINCÍPIOS QUE DEVEM NORTEAR A VIDA CRISTÃ?

1º PRINCÍPIO – TODO CRENTE PRECISA COMEÇAR SENDO DISCÍPULO O Sermão da Montanha foi a primeira aula pública que Jesus deu aos seus discípulos. Ele começou seu trabalho com eles fazendo-os sentarem-se ao chão para ouvi-lo. Isso é o que chamamos de discipulado. Nenhum apóstolo se tornou apóstolo sem antes ter sido discípulo, nem mesmo Paulo. Apesar de ele não ter sido membro do grupo de discípulos que estiveram fisicamente com Jesus por cerca de três anos e meio, Paulo só iniciou seu ministério apostólico, por chamada divina(Atos 13), depois de 14 anos de convertido – Gl 1:8 ; Gl 2:1 . A lição que extraímos daí é que, antes de fazermos discípulos, precisamos ser discípulos!

O que é ser discípulo, na linguagem bíblica? – Na tradição judaica, quando um mestre, profeta, rabi, convidava alguém para segui-lo, para tornar-se seu discípulo, a pergunta que ele fazia, geralmente era: “Você quer ser igual a mim?”

Na história da humanidade, temos alguns exemplos conhecidos de importantes mestres que tiveram discípulos e que, por meio destes, passaram a frente os seus ensinamentos.

Ø Confúcio – Filósofo chinês, de 551 a 479 a.C. – Teve como discípulo Zisi, seu neto. As idéias de Confúcio tornaram-se doutrina e sucessivos impérios e governos da China se basearam em seus ensinamentos, porque seu neto soube repassar a outras pessoas depois de sua morte.

Ø Sócrates – Filósofo grego, conhecido como fundador da filosofia ocidental, teve Platão e Xenofonte como discípulos.

Ø Platão – Fundador da Academia de Atenas, teve como discípulo Aristóteles.

Ø Aristóteles – Por sua vez, teve como discípulo Alexandre o Grande.

Desta forma, sabemos que todos os grandes mestres, primeiramente foram discípulos de alguém. Aprendemos, também, que todos eles tiveram o cuidado de constituírem discípulos para que pudessem dar continuidade aos seus ensinamentos.

No Antigo Testamento temos exemplos de profetas que constituíram discípulos para que com eles aprendessem e pudessem dar prosseguimento aos seus ministérios.

O primeiro de que temos notícias foi Moisés, que teve Josué como seu discípulo.

Ø Êxodo 24:3 – E levantou-se Moisés com Josué seu servidor; e subiu Moisés ao monte de Deus.

Ø Êxodo 33:11 – E falava o Senhor a Moisés face a face, como qualquer fala com o seu amigo; depois tornava-se ao arraial; mas o seu servidor, o jovem Josué, filho de Num, nunca se apartava do meio da tenda.

Ø Temos também o exemplo de Elias, que teve Eliseu como seu discípulo.

Ø Jesus Cristo – O Mestre dos mestres, foi o único de todos os mestres que não precisou ser discípulo de algum mestre específico, mesmo assim:

Ø Hebreus 5:8 – Ainda que era Filho, aprender a obediência, por aquilo que padeceu.

“A razão de quase todas as nossas falhas é a facilidade que temos de esquecer nossa identidade como discípulos” – (John Stott).

Jesus havia convidado alguns dos que lhe seguiam e lhe admiravam para serem seus discípulos. Eles estavam encantados e deixaram tudo para seguirem a Jesus. O Sermão da Montanha é o momento em que Ele pergunta a esses discípulos: VOCÊS QUEREM SER IGUAIS A MIM? – Se querem ser iguais a mim, eis o que vocês precisam saber… Assim ele começa o seu sermão…

Ø 1 João 2:6 – Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.

Em Cristo, Sandoval Juliano da Silva – 20 de março de 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *