A Parábola da Dracma Perdida

Compartilhe

 

A Parábola da Dracma Perdida – Lucas 15:8-10

 
  Lc 15:8 Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar?
  Lc 15:9 E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida.
  Lc 15:10 Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.

Diferente da ovelha perdida, a parábola da dracma não diz respeito à função pastoral, nem àquele que se perdeu. Refere-se mais ao indivíduo, ao que cada crente em particular recebe de Deus. A dracma, nesta parábola, fala dos dons espirituais e dos talentos que cada um de nós recebe como dádiva divina e que deve ter uma importância muito grande em nossa vida.

Nos dias em que esta história foi contada, havia um costume que funcionava como uma aliança entre os noivos. O noivo dava de presente um colar contendo dez dracmas para a noiva, o que atestava para a sociedade de então que aquela mulher, que deixava à mostra o colar quando transitava pelas ruas, estava comprometida com alguém, havia feito uma aliança com uma pessoa que seria seu futuro marido.

Manter as dez dracmas do colar intactas era uma demonstração do interesse que a noiva tinha para com o noivo e do seu zelo. Encontrar a noiva e perceber que o colar estava incompleto, daria ao noivo a sensação de que aquela noiva não seria uma mulher zelosa.

A mulher, da parábola, ficou muito preocupada. Ocupou-se apenas em achar de volta a dracma que escapou do seu colar. Ela achou tão importante reencontrá-lo que convidou as amigas e vizinhas para um chá, a fim de comemorar a recuperação da dracma.

Analisemos as figuras: 

A mulher representa, a igreja, no sentido coletivo, ou no sentido individual, a cada um de nós.

A dracma, representa os valores, as dádivas, os talentos e os dons que o noivo – Cristo, entregou aos seus servos. 

                        Quais são as dez dracmas que o Senhor nos confiou e que espera que as preservemos como mas entregou?

1ª DRACMA – A SALVAÇÃO – Dentre todas as pérolas concedidas a nós, a salvação é a mais preciosa. Passemos o que vier, soframos se for necessário, ou até percamos a vida, se for o caso – Lc 14:26 . Mas, a salvação é a dracma que jamais podemos perder. 

2ª DRACMA – O BOM NOME – A dignidade, a moral e o bom nome, são dádivas preciosas que devemos guardar. Em Provérbios 22.1 está ssim escrito: Vale mais ter um bom nome do que muitas riquezas; e o ser estimado é melhor do que a riqueza e o ouro“.

3ª DRACMA – A FAMÍLIA – Cuidar da família e viver em família é um tesouro inestimável. Quantas pessoas que perdem a família por causa do emprego, por causa de um “rabo de saia”, por causa do dinheiro, da posição e da fama. Tamanha insensatez! – 1Tm 5:8 .

4ª DRACMA – A SÃ CONSCIÊNCIA – At 23:1 . Aquele que tem uma boa consciência quando coloca a cabeça no travesseiro dorme – Pv 3:24 . Entra e sai de qualquer lugar sem preocupação… Não teme os demônios nem às suas acusações… E tem de Deus um bom testemunho, como aconteceu com Jó – Jó 1:8 , e com Cornélio – At 10:22 .

5ª DRACMA – A COMUNHÃO COM DEUS – Que dracma de incalculável valor! Manter a comunhão com o Senhor é precioso demais. A perda da comunhão nos distancia dos propósitos de Deus; nos distancia da visão espiritual que precisamos ter para fazer a obra de Deus; nos torna vulneráveis às sugestões do inimigo e da carne… Que posição esta dracma ocupa em nosso colar de compromisso com Cristo? – O que temos feito para mantermos comunhão com o Espírito Santo?

6ª DRACMA – OS DONS ESPIRITUAIS – os dons são ferramentas que o Espírito Santo disponibiliza para a Igreja a fim de que ela possa melhor promover a edificação do corpo espiritual. Oxalá que cada crente estivesse em condições para ser usado pelo Espírito Santo com algum dom espiritual!

7ª DRACMA – A UNÇÃO MINISTERIAL – Qualquer que seja o trabalho que alguém desempenha na obra de Deus, sem unção é uma lástima. É como um carro sem óleo no motor. É como um joelho ressecado que não consegue flexionar… A unção de Deus na vida do crente é indispensável! Na vida de um obreiro, especialmente o pastor, nem se fala! – E a igreja sabe quando o pastor, ou o pregador, ou o cantor, está sem unção.

8ª DRACMA – AS AMIZADES – Ter amigo e ser amigo é uma preciosidade. Na vida, é mais fácil conseguir um inimigo do que conquistar um amigo. Em algum lugar eu li que se ao fim de uma vida a pessoa puder dizer que tem ou que teve cinco amigos de verdade, pode se considerar uma pessoa que teve vida plena. São poucas as pessoas que desfrutam de uma amizade sadia e duradoura. Quem tem seus amigos e amigas, que os preserve, pois são de uma preciosidade imensurável! Eu, por exemplo, lamento muito o fato de eu não ter amigos. Tenho procurado ser amigo de muita gente, mas não dá para usar todos os dedos que tenho na mão para relacionar os amigos que tenho. Feliz aquele que tem um verdadeiro amigo!

9ª DRACMA – A SAÚDE – 1Co 3:17 . Zelar pela saúde é imprescindível para se viver bem. A saúde tem sido menosprezada por inúmeras pessoas que não se dão conta que sem ela terão muito mais dificuldade para servir ao Senhor. Quantos há que gostariam de poder fazer a obra de Deus e não podem porque não têm saúde. Alguns não tem porque as circunstâncias da vida lhe privaram dela. Mas, a maioria porque não zelaram dela.

10ª DRACMA – A ALEGRIA – “O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos“. A rica e bendita Palavra de Deus – a Bíblia, nos aponta a alegria como um tesouro que deve ser cultivado e valorizado. Não tem coisa pior para uma pessoa que não sentir alegria. Para aquele que tem um coração alegre, nem a enfermidade, nem as adversidades são suficientes para lhe abater. Manter a auto-estima sempre elevada é um antídoto para a depressão.

Essa são dez dracmas preciosas que nos foram confiadas pelo “noivo” e que devemos a todo  custo preservá-las. Que Deus nos ajude a cuidar daquilo que nos foi confiado para que em tempo algum sejamos rejeitados! – Ap 3:11 .

Em Cristo, Pb. Sandoval Juliano – 08.10.2010.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *