Uma Década de Saudade

Compartilhe
 
Hoje completam-se dez anos que nos separamos do nosso irmão, Joaquim. Aquele 07 de julho de 2001 ficará registrado para sempre na minha memória. Jamais esquecerei de tudo que ocorreu naquele dia sombrio.
 
Hoje, dez anos após, sinto uma coisa ruim ardendo dentro do meu peito, desde ontem perspassa pelo meu ser ondas súbitas de saudade e ansiedade… É incrível o sabor ardido do versículo em Eclesiaste que diz que o amor é mais forte que a morte. Só nos damos conta da verdade desse texto quando nos defrontamos frente a frente com essa realidade. Meu irmão foi-se em direção a Deus, de uma forma muito rápida, não deu tempo nem de nos prepararmos para essa perda. Tinha trinta anos de idade e dois filhos.
 
Tão cheio de vida, de projetos… Não teve tempo de realizar o sonho de ver seus filhos crescidos…
 
Nossa família o amava, e o ama até hoje, pois sabemos que ele passou da morte para a vida, que ele está com o Senhor.
 
Choramos muito, sentimos muita saudade, mas nos regozijamos por saber que ele já está com o Senhor. Sei que ele já está descansando e nos aguardando…
 
Hoje quero apenas lembrar que tive um irmão maravilhoso, que era de Deus e que o Senhor o tomou para si…
 
Dez anos, como passaram rápido… Parece que foi ontem… Mas, valeu Jesus! Valeu pelo período que passamos juntos nesta terra, valeu pela amizade, pelo pão partilhado, pela afeição… Outros anos virão, não sei quantos separar-me-ão dele, mas no dia da minha partida subirei alegre, pois depois de Jesus terei alguém muito importante a esperar-me no céu…

Valeu Mano.

Saudades mil e até o dia que Deus quiser.

Em Cristo, Geusa Pereira Juliano – 07.07.2011.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *