7 Promessas ao Vencedor

Compartilhe

1ª Promessa – Ap 2:7 ;

2ª Promessa – Ap 2:11 ;

3ª Promessa – Ap 2:17 ;

4ª Promessa – Ap 2:26 ;

5ª Promessa – Ap 3:5 ;

6ª Promessa – Ap 3:12 ;

7ª Promessa – Ap 3:21 ;

          Assim como toda a mensagem do livro do Apocalipse é futurística, essas promessas, também. Elas dizem respeito à vida eterna e se cumprirão em sua totalidade  após nossa partida para a Glória. Não obstante, eu entendo que todas as promessas que estão relacionadas à vida eterna, já começam a se cumprir em nossos dias. A vida eterna não vai começar para nós depois do arrebatamento. A vida eterna, para os salvos em Cristo, já começou.

          Se podemos afirmar que a vida eterna já é uma realidade para nós que cremos no Evangelho e que em esperança somos salvos, devemos então analisar de que maneira as sete promessas que citamos acima se aplicam a nós, Igreja de Cristo.

          Antes, porém, queremos deixar claro que, neste sentido, vencedor é todo aquele crente que não vive vacilante em sua fé. Vencedor é um adjetivo que aplica-se ao crente que tem regularidade na sua firmeza no Evangelho, que não vive se desviando e retornando sucessivas vezes. Mas, que independente de sua espiritualidade, atravessa os anos na igreja, firme e constante.

I – A PRIMEIRA PROMESSA REVELA A PROVIDÊNCIA DIVINA – Ap 2:7 .

          1. Todo aquele que é salvo em Cristo Jesus e que permanece firme no Evangelho, tem de Deus a garantia de que não lhe faltará o sustento para si e para sua família – Sl 37:25 ;

          2. Um dos nomes através do qual Deus é conhecido, no Antigo Testamento é JEOVÁ JIREH – o Deus da Providência – Gn 22:8 ;

          3.  Ao afirmar que o vencedor terá direito a se alimentar com os frutos da árvore da vida, Deus está ressaltando a garantia de que NUNCA haverá falta de providência divina para os seus servos.

II – A SEGUNDA PROMESSA REVELA O PODER QUE DEUS TEM SOBRE A MORTE – Ap 2:11 .

          1. O poder da morte está subjugado ao poder de Cristo e este determinou, em sua soberana vontade, que aqueles que O recebessem não morreriam, jamais – Jo 8:51 ;

          2. A segunda morte é a morte eterna. Aquela que sofrerão os que forem condenados no dia do Juízo Final. – Ap 20:14 . A Igreja de Cristo não será julgada no Juízo Final. Portanto, não corre qualquer risco de sofrer esta condenação – Ap 20:6 ;

          3.  O salvo em Cristo não teme a morte. Vive como se não fosse morrer jamais. E, mesmo diante da possibilidade da morte física, não vive abalado, sabendo, em seu interior, que a ressurreição está garantida, e que, aos que ressuscitarem com Cristo, está garantida a vida eterna – Jo 5:24 .

III – A TERCEIRA PROMESSA FALA DA NOVA IDENTIDADE ESPIRITUAL QUE OS SALVOS RECEBEM, EM CRISTO – Ap 2:17 .

          1. Enquanto vivíamos no pecado, erámos conhecidos como filhos da desobediência – Ef 2:2 ;

          2. Tínhamos uma má fama no mundo espiritual e todos os demônios sabiam exatamente que adjetivos nós merecíamos – uns eram conhecidos como  ladrões, outros, adúlteros. Outros, pilantras, safados, mentirosos, fingidos, e, em geral, pecadores;

          3. “Em Cristo, Deus nos vê perfeito e são” – frase do hino 59 da nossa Harpa Cristã – Cl 2:14 ;

          4. Hoje, temos uma nova identidade: Somos o povo santo do Senhor; servos do Deus Altíssimo;  Nação santa; geração eleita; sacerdócio real – 1Pe 2:9 ;

          5. Fomos JUSTIFICADOS, pela fé e isto significa que nossa “ficha” está limpa. Não resta qualquer alcunha, qualquer adjetivo negativo, qualquer acusação. Quando Paulo escrevia suas epístolas pastorais, ainda que para repreender a igreja por qualquer desvio no comportamento, começava sua carta com – 1Co 1:1 ; 1Co 1:2 .

IV – A QUARTA PROMESSA REVELA O PROJETO DE SUCESSO QUE DEUS TEM PARA O VENCEDOR – Ap 2:26 .

          1. PODER – (do latim potere) é, literalmente, o direito de deliberar, agir e mandar e também, dependendo do contexto, a faculdade de exercer a autoridade, a soberania, ou o império de dada circunstância ou a posse do domínio, da influência ou da força;

          2. Quando o crente demonstra diante de Deus sua fidelidade, seu compromisso com o Evangelho, sua lealdade à causa do Mestre, o resultado é esse: Deus lhe concede poder;

          3. Poder sobre potestades; poder sobre enfermidades; poder sobre sistemas humanos que pretendam prejudicar a obra de Deus ou a família ou até mesmo a pessoa do vencedor em Cristo – Mt 10:1 ; Lc 10:19 ; 1Co 9:18 .

V – A QUINTA PROMESSAFALA DA GARANTIA QUE O SALVO TEM DE TER DIANTE DE DEUS UM ADVOGADO – Ap 3:5 .

          1. O pecado praticado pelo homem, desperta em Deus a sua ira – Is 1:13 ;

          2. Agindo por sua justiça, Deus nos aniquilaria, quando praticássemos pecados perante Ele – Sl 76:7 ; Sl 130:3 ;

          3. Nós, porém, que não nos envergonhamos de Cristo perante os homens, temos esta gloriosa promessa da parte dEle – Mc 8:38 ; Mt 10:32 ; Hb 2:11 ;

          4 – 1Jo 2:1 .

VI – A SEXTA PROMESSA FALA DA PERMANÊNCIA DO CRENTE NA IGREJA A PONTO DE SER CHAMADO DE COLUNA – Ap 3:12 .

          1. Tornar-se uma coluna na igreja é um privilégio que Deus concede a poucos. Quantos crentes que não param em lugar nenhum. Toda vez que o encontramos ele diz que está numa igreja diferente;

          2. Somente o crente comprometido com a Igreja, com o Evangelho, com a obra de Deus é que recebe de Deus a graça de estar plantado – Sl 92:13 ; Sl 92:14 ;

          3.  A Bíblia diz que Ana, mesma com seus mais de 80 anos de vida, não se afastava do templo – Lc 2:36 ; Lc 2:37 ;

VII – A SÉTIMA PROMESSA DIZ RESPEITO À GLORIFICAÇÃO DO CRENTE – Ap 3:21 .

          1. Assentar-se no trono com Cristo, fala, primeiramente de intimidade. Fala do crente que, por sua permanência, fidelidade e dedicação, passa a fazer parte do seleto grupo que vai com Cristo ao Monte Tabor contemplar a glorificação – Mt 17:1 ; 

          2. Paulo falou sobre estar assentado nas regiões celestiais em Cristo – Ef 2:6 ;

          3. Mas, fala também, do momento da nossa recepção nos céus. Cristo, em um gesto simbólico, levanta-se do trono e o oferece ao vencedor que, a despeito de tudo o que passou nesta terra, venceu. Que honra! Ninguém é capaz de mensurar a alegria de Cristo, cada vez que um salvo, por fim, vence!

 

Em Cristo, Ev. Sandoval Juliano – 11.5.2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *