Os Sete Inimigos do Povo de Deus – Parte VI

Compartilhe

 

HEVEUS E JEBUSEUS 

Ø Êxodo 23:23 – Porque o meu anjo irá adiante de ti, e te levará aos amorreus, e aos heteus, e aos perizeus, e aos cananeus, heveus e jebuseus; e eu os destruirei.

HEVEUS – Adoradores de serpentes – No episódio em que Diná, filha de Jacó é desflorada por Siquém, aparece pela primeira vez menção aos heveus na narrativa bíblica. Eles era moradores das terras de Canaã, também. Descendentes de Canaã, o filho de Cão, o filho de Noé.

Além desta família que habitava em Siquém e que foi dizimada pelas espadas de Simeão e Levi, em Gênesis 34, e da citação dos heveus nos dias de Esaú, o qual se aparenta com eles, casando-se com uma de suas filhas para contrariar seus pais Rebeca e Isaque, sabe-se também que os heveus eram habitantes das cordilheiras do Líbano e algumas das famílias dos heveus estavam espalhadas pela terra de Canaã.

Ø Juízes 3:3 – Cinco príncipes dos filisteus, e todos os cananeus, e sidônios, e heveus que habitavam nas montanhas do Líbano desde o monte de Baal-Hermom, até à entrada de Hamate.

As montanhas do Líbano são conhecidas por serem elevadíssimas, estão entre as mais altas da terra; por serem cobertas de neves a maior parte do ano e por serem o berço da mais famosa árvore, o cedro.

O Líbano possui cidades conhecidas como berço da civilização, Biblos, Tiro, Sidon e Fenícia. É de lá que vem as mais antigas tradições culturais na arte, na dança, na música e na religião.

Os moradores daquela região, eram um povo que gostava da miscigenação, assim como acontece no Brasil. A miscigenação consiste na mistura de raças, de povos e de diferentes etnias,  ou seja, relações inter-raciais.

Por isso, quando os hebreus chegaram para possuírem as terras de Canaã e territórios adjacentes, os heveus logo procuraram se misturarem com eles, oferecendo-lhes as riquezas naturais(cedro e papiro) e as riquezas culturais(a dança e a música, principalmente).

Esse tipo de inimigo não parece ser inimigo. São gente boa, são respeitosos, são afetuosos. No entanto, a ordem expressa de Deus em êxodo 23:23 era: Os destruireis!

Não podemos questionar as orientações de Deus porque Ele sabe o que diz. Se Ele disse que devemos exterminar os Heveus, mesmo que eles sejam bacanas, simpáticos, trarão graves problemas para os projetos de Deus no futuro.

Isso fala da necessidade de buscarmos discernimento espiritual para descobrirmos quem são aqueles que entre nós só têm capa. São lobos vestidos de ovelhas. 

JEBUSEUS – Os antigos habitantes do local onde fica a cidade de Jerusalém. Dois nomes conhecidos na Bíblia indicam que os jebuseus, eram, originalmente, um povo que tinha conhecimento de Deus. Melquisedeque e Adoni-Zedeque.

Ø Gênesis 14:18 – E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo.

Ø Josué 10:1 – E SUCEDEU que, ouvindo Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém, que Josué tomara a Ai, e a tinha destruído totalmente, e fizera a Ai, e ao seu rei, como tinha feito a Jericó e ao seu rei, e que os moradores de Gibeom fizeram paz com os israelitas, e estavam no meio deles.

Tanto Melquisedeque, como Adoni-Zedeque significam, respectivamente, meu Deus é justo e meu Senhor é justo.

A respeito desse povo temos uma observação importante: Um povo que que teve a oportunidade de ser o primeiro povo de Deus na terra. Tinham culto, local de adoração, sacerdotes. No entanto, Deus ordena que eles sejam destruídos também. Ou seja, não se posicionaram da maneira como o Senhor se agrada e foram rejeitados, mesmo sendo parentes do grande Melquisedeque.

Isso nos mostra que Deus não é fiel ao homem; Deus não tem compromisso com o homem. Temos esse ideal a respeito de Deus. Temos essa sensação de que Deus é fiel ao homem que o busca e que o serve e que ainda que esse homem não se comportar de maneira adequada, o Senhor permanecerá fiel a ele.

Esse sentimento está bem expresso em uma música gospel que é muito querida por toda a comunidade evangélica. É a música que diz: Tu és fiel, Senhor, eu sei que tu és fiel, e ainda que eu não mereça, permaneces assim, fiel, Senhor meu Deus, fiel a mim…

Porém, a Bíblia nos mostra que a fidelidade de Deus não é a uma pessoa, nem a qualquer pessoa, nem mesmo à mais fiel e querida pessoa. A fidelidade de Deus está relacionada à Sua Palavra e às Suas promessas.

Sobre este tema específico, tenho um texto neste site que comenta em detalhes este meu entendimento. Aconselho que leiam porque é bem interessante.

http://www.sandovaljuliano.com.br/site/bibliologia/41-a-biblia-como-palavra-de-deus/727-verdades-biblicas-e-realidades-espirituais-parte-x

 

Por esta razão, os jebuseus perderam o direito de serem o povo do qual viria o Salvador. Perderam o direito de serem os portadores da graça divina para a salvação da humanidade. Porque não valorizaram a oportunidade que tiveram.

Tem muitos crentes, famílias e denominações que estão se comportando como os jebuseus, perdendo a bênção e deixando de existirem como escolhidos de Deus.

Em Cristo, Sandoval Juliano – 23 de fevereiro de 2016. 

 

Fontes de consulta:

Site: http://bibliotecabiblica.blogspot.com.br/2009/08/estudo-biblico-heveus.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *