Por que os demônios escolheram os porcos?

Compartilhe

 

EM GADARA, OS PORCOS ERAM OBJETOS DE PROVOCAÇÃO

Na Lei de Moisés, nos capítulos que tratavam de animais considerados impuros e que por isso não deveriam servir de fonte de alimentação do povo hebreu, havia um artigo onde o porco era incluído. Por suas características físicas – Lv 11:7 ; e pela qualidade de sua carne, o Senhor instruiu seu povo a que se abstivesse da carne suína – Dt 14:8 .

Houve uma época em que os judeus passaram a dar uma atenção demasiado grande às leis que visavam à proteção da saúde, como se elas estivessem relacionadas diretamente à comunhão com Deus; como se elas fossem questões de ordem espiritual e, como se fossem fatores preponderantes à santificação. De forma que comer sem lavar as mãos, não circuncidar e/ou comer carne de porco, tornou-se pecado capital para o povo judeu.

Gadara era uma das dez cidades gregas independentes, conhecidas como Decápolis. Aquela região, que se estendia da Cisjordânia até à Turquia, era um corredor de passagem entre dois continentes. Os gadarenos, apesar de morarem em território anexado à nação de Israel, na fronteira com a Jordânia, não eram israelitas. Provavelmente eles fossem descendentes dos quereteus, um daqueles povos que quando algumas das tribos de Israel tomaram posse da terra prometida não os expeliram por completo e que terminaram ficando por entre eles para lhes serem serviçal. Como estavam em um território que havia sido colonizado pelos gregos, receberam forte influência da cultura helenista. Daí a razão porque cultivavam porcos.

Com o domínio do Império Romano sobre a nação de Israel, a carne suína passou a ser muito procurada, uma vez que os romanos saboreavam-na, principalmente em suas festanças. Como o povo hebreu não criava nem comercializava a carne de porco, por considerarem-na imunda, os gadarenos viram neste comércio uma grande chance de enriquecimento, o que de fato aconteceu.

Sabedores que eram da observância por parte dos judeus aos preceitos da Lei, os gadarenos passaram a comercializar a carne suína, não apenas por questões financeiras, mas, principalmente para provocarem os judeus. De forma que os porcos de Gadara se tornaram um objeto de provocação. Era como se eles dissessem aos judeus que naquilo em que eles viam pecado os gadarenos viam a bênção da prosperidade.

Não havia nada de errado em se comercializar a carne do porco, o que não era agradável a Jesus era ver aqueles gentios provocando e zombando do Seu povo por causa de um zelo que os mesmos tinham em relação à vontade de Deus.

Quantos gadarenos conhecemos nos dias de hoje, que provocam e hostilizam os servos do Senhor, exatamente naquilo em que eles sabem que os crentes não participam. Fazem parecer que aquilo que nós consideramos pecado, para eles é fonte de lucro e de prazer. É como se nós é que fôssemos os cegos. Chegam a dizer que nós temos a mania de ver pecado onde não há pecado. Ainda que tal objeto de provocação não possa em si mesmo representar um problema espiritual ou algo que cheira mal às narinas de Deus, uma vez que se tornou objeto de provocação contra o povo de Deus termina se tornando uma maldição na vida daquele que o utiliza e dele se beneficia.

Gadareno, para mim, é o que tem o espírito de porco, que ri dos honrados, debocha dos fiéis, mente e inventa para manchar a honra de alguém que está trabalhando pelo bem. Colocar tropeço ou zombar dos escolhidos de Deus é escarnecer do projeto Divino. Ai daquele que toca no rebanho do Senhor. Nós somos como a “menina dos olhos de Deus” – Sl 17:8 ; Zc 2:8 .

Portanto, meu irmão ou minha irmã, quem sabe você foi ou está sendo humilhado por alguém que sabe de sua fidelidade; algum gadareno que tentou tirar proveito em cima de sua fé… Não fique triste; não aceite a sugestão do diabo de que eles é que são felizes e que estão com a razão. Fique na posição que o Senhor te colocou e verás o fim daqueles que dizem que o certo é errado e que o errado é certo; daqueles que dizem no seu coração: “o Senhor não faz bem nem mal” – Sf 1:12 .

É para o objeto de provocação que o Senhor permitirá que se encaminhe a legião de espíritos destruidores. Aquilo que serviu de glória e prosperidade aos zombadores do povo de Deus, servirá de motivo de vergonha e prejuízo. Sem dizer que assim como aos porcos, o Senhor destina o fim aos seus possuidores. No Antigo Testamento já haviam duas profecias que previam o fim dos gadarenos – Ez 25:16 ; Sf 2:5 .

Em Cristo, Sandoval Juliano – 09.06.2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *