A Estranha Mulher de Caim

Compartilhe


Cogita-se muito sobre quem seria a estranha mulher de Caim, e as interpretações tomam dois rumos diferentes:

 1º – Que tenha sido uma irmã ou sobrinha sua;
 2º – Que existiam outros povos além de Adão e Eva.

  Vamos começar pela Segunda linha de pensamento que diz que haviam outros povos antes de Adão. Quem assim pensa, ensina que é correto o que a história diz sobre o “homem da caverna” e tantos outros antepassados tão distantes e que Adão foi constituído por Deus como o regente de toda a raça humana já existente.
  Isto está completamente errado, pois a Bíblia ensina que “De um só Deus fez a geração dos homens para habitar a terra” (At 17.26). Está registrado também que a esposa de Adão recebeu o nome de EVA por ter sido ela a primeira mãe e consequentemente foi chamada de “a mãe dos viventes” (Gn 3.20).
  Portanto, a Bíblia não deixa espaço algum para pensarmos na possibilidade de haver outros povos na terra antes de Adão.
 
  A outra linha de pensamento, diz que a esposa de caim foi uma irmã sua ou uma parente bem próxima. Veremos por que consideramos correta esta interpretação:

• A árvore genealógica de uma família indica sempre alguém que merece destaque ou por ser o primogênito ou por ter sido ele o fruto de um acontecimento importante. Veja por exemplo: Sete, Isaque, Jacó, Judá, Davi e Salomão.
                        Por isto é correto dizer que Adão não tinha apenas Caim e Abel como filho, mas que esses dois se destacam por terem sido os primeiros filhos a nascerem sobre a terra;
  
• É bom sabermos também que, quando Caim e Abel se desentenderam, caim tinha 128 anos, mais ou menos, pois Adão já foi criado adulto, seus anos de vida começam-se a contar após a perda da inocência. Tão logo pecaram tivera Caim e Abel e quando Eva tem um filho para substituir Abel, Adão já tinha 130 anos. Nesse período de 130 anos Eva teria parado de gerar?  – Não. Ela teve muitos outros filhos e filhas (Gn 5.4). Curiosamente se sabe que eram 33 filhos e 27 filhas. Nesses 130 anos muitas gerações se formaram;

• Ao matar Abel, Caim mudou-se para a terra de Node. Node estava ao oriente do Jardim do Éden. Não era um país distante ou uma terra longínqua. Era apenas no lado oriental do Jardim. O texto diz que ele construiu uma cidade e a chamou de “Enoque”. Não se deve pensar aqui em cidade nos termos de uma “Jericó”, por exemplo. Eram tendas cercadas por um muro. Tanto é que a arqueologia nunca conseguiu encontrar uma cidade com o nome “Enoque”.

• A Bíblia não diz que Caim casou-se na terra de Node, mas que CONHECEU sua mulher lá. E CONHECER aqui tem o sentido exato de ter relação sexual com sua mulher. Veja Gn 4.1,17 e Mt 1.25. É bem provável que caim já era casado a muito tempo e que tinha filhos. Ele resolve honrar esse novo filho porque foi o primeiro depois do desastre que lhe aconteceu. Talvez ele pensasse que nem ia ter mais filhos, como castigo, no entanto, nasceu mais um. Por isso ele colocou o nome do seu filho na cidade, em gratidão, para comemorar. E o nome do seu filho entrou na genealogia pelo fato que ocorreu pouco antes do seu nascimento.

Concluindo: Se não existiam outros povos; Se Caim não foi para uma terra distante; Se caim já tinha cerca de 128 anos; Se ele apenas CONHECEU a sua esposa (não foi um casamento), Com quem Caim casou-se?

Resp: Com uma irmã sua.

  E isto não era proibido naquela época. Não havia cartório, nem juiz de direito, nem lei que determinasse a proibição de casamentos entre irmãos. Só é pecado o que a lei determina (Rm 7.8). Na época de Abraão era legal tal procedimento, e ainda na época de Davi.
  Além disto, era necessário tal relacionamento para que houvessem descendentes, para que a terra fosse povoada.
  Quando Caim falou a Deus: “QUALQUER QUE ME ACHAR ME MATARÁ” indica que havia uma população em expansão, presente ou futura.


Em Cristo, Pb. Sandoval Juliano 12.02.2009

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *