Por que Deus escolheu a Pomba?

Compartilhe
 
Existem revelações bíblicas que me deixam um pouco confuso. Uma delas é sobre a pomba ter sido escolhida por Deus como símbolo do Espírito Santo. 
 
Sabemos que não apenas este, mas existem cinco outros símbolos bíblicos relacionados à pessoa e à obra do Espírito Santo, como o azeite da unção, o fogo, a água, o selo e o vento.
 
O telhado de minha casa, por ter forro de madeira, favorece às pombas e aos pardais. Elas, especialmente, se aninharam em meu telhado e ali se reproduzem. Eu deixei que elas ficassem lá, exatamente por sentir pelas pombas um carinho especial, em face das várias  citações bíblicas. Tudo o que aparece na Bíblia como positivo, para mim é especial. Acontece que as pombas, por mais belas que sejam, provocam uma sujeira insuportável. Elas não ficam 5 minutos sem defecarem.  Tem um ditado antigo que diz que as pombas são animais que foram amaldiçoados para cagar. Todos os dias os corredores em volta de minha casa amanhecem imundos. De vez enquando tenho que subir ao telhado e recolher sacolas cheias de sujeiras acumuladas por elas. Sem falar no barulho que fazem todas as tardes e ao amanhecer.
 
Daí, eu passei a me perguntar: Por que Deus escolheu a pomba?
 
Já tem cerca de três anos ou um pouco mais que este questionamento me vêm à mente. Todavia,  procuro ser cauteloso ao mexer com assunto tão sério. Para mim, não exitem temas mais sérios e que eu mais respeite que os temas relacionados ao Espírito Santo.
 
Porém,  há cerca de dez dias que todas as manhãs, quando acordo com o barulho das pombas no meu telhado, me vem a pergunta: Por que a pomba?
 
Então passei a orar e a pesquisar sobre o assunto.
 
Tenho encontrado explicações diversas, mas as mais comuns dizem que as caraterísticas da pomba fazem dela um tipo apto do Espírito que são a sua beleza, suavidade, limpeza e a característica de ela ser facilmente incomodada. É destacado, também, o fato de ela ser inofensiva e calma.
 
Limpeza – Só afirma isto que não tem um ninho de pomba em seu telhado. Ela não é como os corvos, uma vez que não se alimenta de restos mortais de animais, porém, frequentemente a encontramos procurando comida em lugares onde há bastante lixo, pela cidade, além da sujeira que elas produzem no local onde vivem, como já relatei. Sem dizer que já foi comprovado que há cerca de 50 tipos de doença que essas aves podem causar no ser humano
 
Portanto, não concordo que o fator limpeza deva ser observado.
 
Na verdade, não me interessa pegar uma por uma das características da pomba para ver se consigo enxergar nelas a pessoa e a obra do Espírito Santo. Ao considerar os símbolos bíblicos, especificamente, é preciso que nos lembremos de dois princípios básicos que norteiam a fiel interpretação:
 
Primeiro – Os símbolos não conseguem expressar completamente a pessoa e a obra daquele que é por ele representado. Por exemplo: O leão é um dos símbolos de Jesus. Entre as diversas características, sabemos que o leão é agressivo. Neste aspecto ele não representa nem a pessoa nem a obra de Cristo. Aliás, neste aspecto e no da astúcia, ele representa Satanás.
 
Portanto, o mesmo se aplica ao Espírito Santo, em se tratando dos símbolos que O representam. O fogo, por exemplo, é devastador. Neste aspecto, talvez, ele não represente o Espírito Santo, mas, nos quesitos fervor e purificação, o fogo é uma excelente figura.
 
Assim, devemos entender que os símbolos destacam algum aspecto do caráter, da personalidade e da maneira de agir da pessoa representada.
 
Segundo  – Quando alguém, na Bíblia, é representado por símbolos, não significa que se trata de uma entidade despersonalizada. O Espírito Santo, como Jesus, é uma pessoa. Os símbolos a Ele inerentes, representam aspectos do Seu ministério, especialmente desenvolvido na dispensação da graça, a atual dispensação. O Espírito Santo não é uma pomba, assim como não é vento, assim como não é fogo.
 
Se pegarmos todos os símbolos atribuídos ao Espírito Santo e os separarmos por classe, veremos que a metade deles representa o propósito da obra do Espírito Santo, e a outra metade representa Sua natureza. Os símbolos que representam o propósito da obra do Espírito Santo são: a água, o azeite e o selo. Os que representam a Sua natureza são: a pomba, o fogo e o vento.
 
Em se referindo à natureza do Espírito Santo, sabemos que Ele é aquele que transmite consolo e paz. A pomba representa bem este aspecto; o Espírito Santo é manso e humilde. Que ave poderia representar melhor estas duas características? A pomba, como ave que é, representa a capacidade de gerar vida, como um pássaro que choca seus ovos até que os filhotes nasçam. Foi assim que a Bíblia referiu-se ao Espírito Santo pela primeira vez em sua narrativa. ” o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas” – Gn 1:2 .
 
Portanto, apesar de eu não gostar da pomba, pelo trabalho que ela me dá, sei que não houve nenhum equívoco da parte de Deus ao escolhê-la para representar a obra e a natureza da pessoa bendita e gloriosa do Espírito Santo.
 
Em Cristo, Ev. Sandoval Juliano – 19.06.2010
 
 
 
Fontes:
Site: http://www.mundoeducacao.com.br/biologia/pombo-domestico.htm
Site: http://desciclopedia.org/wiki/Pomba
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *