O ministério apostólico cessou?

Compartilhe

                                                                 “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina” – Efésios 2.20.

A PALAVRA APÓSTOLO

          Chama-se polissemia a capacidade que todas as palavras têm de possuir diversos significados além do seu significado original. Isto vai depender muito do contexto em que ela está inserida e do propósito para o qual ela está sendo utilizada.

          Não é diferente em relação à palavra apóstolo. No sentido original, significa simplesmente enviado, comissionado. Ou seja, qualquer um de nós pode ser chamado de apóstolo no momento em que se está cumprindo uma missão.

          No entanto, o apóstolo, no sentido cristão, vai muito além de ser apenas um enviado. Trata-se de alguém escolhido previamente, treinado, capacitado, credenciado e enviado para expandir o Reino de Deus, abrir novas frentes de trabalho e ter o cuidado de estruturá-las nos moldes em que foi ensinado por Cristo.

EM QUE GRAU DE IMPORTÂNCIA TEMOS OS APÓSTOLOS DE CRISTO?

          Consideramos apóstolos de Cristo, os doze e Paulo. Por que não dizer então, os treze? – Porque Paulo não foi o décimo-terceiro apóstolo. Seu apostolado foi único e distinto. Ele não foi contado entre os doze, no entanto,  depreendemos dos textos do Apocalipse que o Senhor Jesus, por toda a eternidade continuará considerando doze e não treze, como se vê no seguinte texto: Ap 21:14 ;Ou seja, os homens escolheram Matias, mas o Senhor escolheu Paulo.

          Quanto aos apóstolos, incluindo aqui a Paulo, os temos em elevada estima e consideração pelos seguintes motivos:

01) Primeiro por que foram escolhidos pelo Senhor e foi o próprio Jesus quem os chamou de apóstolos – Lc 6:13 ;

02) Porque eles tiveram o privilégio de aprenderem diretamente do Mestre dos mestres – At 1:2 ;

03) Porque eles foram os responsáveis pela formação da doutrina bíblica que deve ser observada pela Igreja do Senhor Jesus em todos os séculos – At 2:42 ; At 16:4 ; Ef 2:20 ;

04) Porque pelo testemunho que deram e pela postura que tiveram foram responsáveis pela evangelização do mundo do primeiro século sem se disvirtuarem do propósito e da missão que receberam de Cristo.

          Por estas razões, consideramos os apóstolos como os principais líderes que a Igreja possuiu depois do próprio Cristo, a ponto de considerarmos os ensinos que eles deixaram registrados como Palavra de Deus. O Próprio Pedro reinvindicou esta autoridade, pedindo à Igreja que não se esquecessem dos mandamentos que eles, na qualidade de apóstolos, deixaram – 2Pe 3:2 .

          Contudo, queremos deixar bem claro que, em hipótese alguma, temos por eles veneração, no sentido de  os consideramos como intercessores junto ao Pai,  nem como padroeiros dessa ou daquela causa, nem como “santos” no sentido que a Igreja Católica os considera.

E O QUE DIZER DE OUTROS QUE TAMBÉM FORAM CHAMADOS DE APÓSTOLOS?

          O Novo Testamento designa algumas pessoas de apóstolos, na acepção lata, não como título oficial. Foi por isso que iniciei este ensaio falando sobre a propriedade que uma palavra tem de apresentar vários significados. Barnabé – At 13:2 ; Tiago, irmão de Jesus – Gl 1:19 ; Silas – 1Ts 2:7 ; Júnia e Andrônico – Rm 16:7 ; todos estes foram chamados de apóstolos no sentido de serem embaixadores – 2Co 8:23 . O sentido aqui é o de missionários, possuidores de notáveis dons espirituais, de um excelente aprendizado e experientes na missão de estabelecerem ou fundarem novas igrejas(não novas denominações) e proverem adequada liderança espiritual sobre cada nova frente de trabalho.

O MINISTÉRIO APOSTÓLICO CESSOU?

          Apóstolo no sentido de alguém que tem autoridade para lançar fundamentos doutrinários para o Reino de Deus? – Sim, cessou. A Igreja foi edificada sobre o fundamento dos apóstolos do Cordeiro. Apenas a eles coube a missão de complementar a revelação divina para a Igreja. Paulo entendeu que esta revelação estava completa e que o ministério apostólico estava concluído, a ponto de determinar que fosse considerada anátema qualquer outra revelação, ainda que partisse deles mesmos – Gl 1:8 .

          Ao longo dos séculos do cristianismo vários servos do Senhor se levantaram e foram notórios no que fizeram para o Reino de Deus, ganharam milhares de almas, fizeram inúmeros prodígios, foram responsáveis por reformas morais e espirituais, mas nenhum deles ousou ser chamado de apóstolo no sentido em que o foram os doze.

UM LÍDER OU FUNDADOR DE UMA DENOMINAÇÃO PODE RECEBER O TÍTULO DE APÓSTOLO?

          Se este líder ou fundador de uma denominação arroga-se ser um apóstolo no mesmo sentido que foram os doze e Paulo, certamente ele vai se revelar, mais cedo ou mais tarde, como um falso apóstolo –  2Co 11:13 .

          Agora, se esse título não tem como propósito nivelar-se aos apóstolos do Cordeiro, não vejo mal nenhum. Títulos são coisas do homem e com o tempo perecerão.

E O DOM MINISTERIAL CHAMADO “APÓSTOLO”?

          Tal como o dom ministerial de pastor, de evangelista, de mestre e de profeta, o dom ministerial de apóstolo é para a Igreja em todas as épocas. Daniel Berg e Gunnar vingren foram apóstolos. Sadu Sudar Sing foi chamado de “apóstolo dos pés sangrentos”. Ser apóstolo, no sentido de alguém que inicia uma obra é um dom e que execelente dom.

          Minha mãe tem uma prima, chamada de Valdomira, a quem carinhosamente chamamos de “Fia”, que recebeu do Senhor este dom apostólico. Ela já abriu, nos arredores de Vitória da Conquista-BA, cerca de onze igrejas. Ela evangelizou, a pé, esses onze povoados, onde antes não haviam crentes nem igrejas, ganhou almas para Cristo, discipulou, conseguiu um terreno, fez campanhas para construir um templo e depois de construído entregou na mão de um obreiro e foi para outro povoado. 

          Essa heroína no Reino de Deus nunca recebeu título, mas exerce com alegria o ministério que lhe foi confiado. É assim que deve se comportar todo aquele que quer realmente servir a Deus, não se preocupando com títulos, posições, honrarias, mas gloriando-se pelo privilégio que tem de servir a Cristo e somente a Ele.

Em Cristo, Ev. Sandoval Juliano.

Evangelista no título, mas presbítero por vocação – em 17.03.2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *