Pediu um motor e Deus lhe deu uma onça

Compartilhe

 

          De regresso ao Velho Mundo, passamos pregando a Palavra por Manaus. Ali ouvimos a comovente história de um índio convertido ao Senhor Jesus. Com o fogo do Espírito em seu coração, ele, no gozo da fé, empurrava seu barquinho tosco, a remo, para cima e para baixo do Rio Amazonas, levando aos ribeirinhos o doce nome de Jesus.

          Mas ele, por mais que se esforçava pouco fazia, porque pouco avançava em sua obra. Passou, nesse interim, a pedir a Deus um motor que lhe substituísse os remos tão vagarosos.

           Estando um dia dentro da mata virgem, apareceu-lhe um enorme e pergoso felino. Era uma onça pintada. Durante o terrível combate contra a fera raivosa, o venturoso índio conseguiu flexá-la mortalmente. Incontinente, tirou-lhe a lindíssima pele, que, levada à cidade, vendeu-a pelo alto preço de Cr$ 2.500,00. Feliz da vida com tanto dinheiro, correu à loja para adquirir o sonhado motor. Qual não foi a surpresa que Deus lhe reservara, o preço do motor era exatamente Cr$ 2.500,00!

     Aquele ditoso missionário da selva, nada mais sabendo senão que Jesus ama, redime e salva até o mais  vil pecador, passou a navegar, com maior velocidade, rio acima e rio abaixo para dar a todos o mais ambicioso tesouro deste mundo – Jesus!

Em Cristo, Sandoval Juliano – O Presbítero, 18.10.2011

Este testemunho está registrado na revista A Seara, da editora CPAD, nº 171, junho de 1979, pág. 31.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *